Combate a focos de calor em Boca do Acre ganha reforço de 38 brigadistas florestais

Written by Sema Amazonas

Município é o sexto do Amazonas a receber curso de capacitação de brigadistas florestais, oferecido pelo Governo do Estado

 

Boca do Acre (distante 1.028 quilômetros de Manaus) ganhou um reforço no combate aos focos de calor. Nesta segunda-feira (19/07), 38 novos brigadistas florestais receberam o certificado de capacitação para atuar, em parceria com o Governo do Amazonas, na prevenção de queimadas no município.

A formação de brigadistas é promovida pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), em parceria com a Defesa Civil do Amazonas e o Corpo de Bombeiros, com apoio das prefeituras e das secretarias municipais de meio ambiente.

Com a formatura em Boca do Acre, chega a 145 o número total de brigadistas formados em 2021, para apoiar as ações do governo estadual no combate às queimadas. É o que destaca o secretário de Estado do Meio Ambiente, Eduardo Taveira.

“Nós temos um desafio chegando junto com o verão amazônico, que é a intensificação dos focos de queimadas no Amazonas, em especial no sul do estado. A formação de brigadistas é uma das estratégias do Governo do Amazonas para fortalecer as frentes de combate, aliado à prevenção”, disse.

Durante seis dias, os novos brigadistas participaram de aulas sobre noções de proteção e Defesa Civil, noções de biodiversidade e educação ambiental, combate a incêndios florestais e atendimento pré-hospitalar, além de atividades práticas para combate ao fogo, técnicas de primeiros socorros, uso de GPS e outros.

O assessor técnico do Núcleo de Educação Ambiental da Sema, Israel Dourado, informou que os brigadistas vão atuar em articulação com as equipes em campo pela Operação Tamoiotatá, lançada em abril deste ano para combater o desmatamento e as queimadas ilegais no sul do Amazonas.

“Ao todo, seis municípios já receberam as formações, entre Boca do Acre, Lábrea, Manicoré, Novo Aripuanã, Humaitá e Apuí. Nesses locais não existem brigadas de incêndio estruturadas, então a adesão voluntária dessas pessoas para compor esse time de combate é de extrema relevância para apoiar as ações de campo encabeçadas pela Operação Tamoiotatá”, destacou.

Um dos novos brigadistas do município, que recebeu a certificação durante a formatura nesta segunda (19/07), é Bruno Brandão. Ele afirma que “formando novos guerreiros para combater os focos em Boca do Acre, nós teremos mais capacidade e facilidade de atuar nessa área”, resumiu.

Entre os 38 formados estava também Rosiane de Souza. “Eu espero que, agora, nós venhamos a fazer esse trabalho com excelência e efetivamente combater o desmatamento e as queimadas. Foi uma experiência única, agradeço muito por essa oportunidade”, pontuou.

Com a capacitação, Boca do Acre passa a ser o município que mais formou brigadistas em 2021. A próxima cidade a receber a formação é Canutama, situada a 619 quilômetros da capital, também ao sul do Amazonas.

“Nós viemos com a expectativa de formar 20 brigadistas e acabamos formando 38. Bem acima do esperado, o que para nós foi uma grande satisfação. Os voluntários abraçaram esse projeto e agora o município conta com essa mão de obra capacitada e qualificada no combate a focos de queimadas”, completou o tenente A. Brito, representante da Defesa Civil do Estado e do Corpo de Bombeiros.

FOTOS: Israel Dourado/Sema