Municípios do Amazonas passam a contar com 45 novos Agentes Ambientais Voluntários

Written by Imprensa SDS

Os municípios de e Canutama e Novo Aripuanã – a 619 e 227 quilômetros de Manaus, respectivamente – ganharam um reforço para a difusão de ações de educação ambiental. Neste fim de semana, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) finalizou as atividades de formação e credenciamento de 45 novos Agentes Ambientais Voluntários (AAV) no interior do Amazonas.

Na Comunidade de São Jerônimo, no município de Canutama, 30 comunitários de duas Unidades de Conservação (UC) receberam curso de capacitação para se tornarem AAV, sendo 21 moradores da Resex Canutama e nove da Floresta Estadual (FLOE) Canutama.

A partir da capacitação e credenciamento dos moradores, os novos AAV estão aptos a atuarem como multiplicadores das ações ambientais, conscientizando suas comunidades sobre o melhor uso dos recursos naturais e realizando ações de proteção, conservação e monitoramento da floresta.

“Nesta formação realizamos a entrega dos certificados para moradores de mais de 13 comunidades. É importante essa mobilização dos próprios comunitários para que possamos atuar com uma sinergia de trabalhos em defesa do meio ambiente”, destacou a assessora do Núcleo de Pesca (Nupes) da Sema, Larissa França, que realizou a capacitação no município.

Em Novo Aripuanã, as atividades ocorreram tanto em UC, com o credenciamento de agentes na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Rio Madeira, como na sede do município – neste último de forma inédita. Com a ação, 15 moradores estão aptos para a atividade voluntária nas localidades.

De acordo com o coordenador do programa AAV da Sema, Abraham Benayon, a iniciativa fortalece a parceria entre Estado e Prefeitura em benefício das políticas públicas ambientais.

“Esta foi uma atividade em que os moradores das UC ajudaram a realizar a sensibilização na sede do município. Hoje, o Programa AAV não limita sua área de atuação às áreas protegidas, mas funciona como um instrumento de transformação ambiental em todo o território amazonense”, destacou Benayon.

O credenciamento de Novo Aripuanã contou com o apoio da Prefeitura Municipal, da Associação dos Produtores Rurais Agroextrativistas da RDS Rio Madeira (Apramad) e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas).

FOTOS: Divulgação/Sema