Sema inicia processo para ordenamento pesqueiro na região do Acajatuba, em Iranduba e Manacapuru

Written by Imprensa SDS

A Secretaria do Estado de Meio Ambiente (Sema), por intermédio da Assessoria de Ordenamento Pesqueiro (Asspes), iniciou, na última terça-feira (12/06), o processo de Acordo de Pesca na região do Acajatuba, na comunidade rural Nossa Senhora do Perpetuo Socorro, no município de Manacapuru (distante 27 quilômetros de Manaus).

De acordo com o engenheiro de Pesca da Sema, João Bosco Ferreira, essa é a primeira reunião do ordenamento pesqueiro naquela região, no Baixo Rio Negro, que também inclui parte do município de Iranduba (distante 27 quilômetros da capital). “A reunião tem como objetivo sensibilizar as comunidades e proprietários de pousadas comunitárias, assim como os diversos usuários dos recursos pesqueiros, para o estabelecimento de regras e zoneamento de áreas para a prática das diferentes modalidades de pesca e minimizar os conflitos pelo uso dos recursos pesqueiros daquela área”, disse.

O coordenador da Asspes, Rogério Bessa, informou que o Acajatuba é uma região com grande potencial turístico, com destaque para a pesca esportiva, a qual deve estar com regras claras para proporcionar o desenvolvimento sustentável dessa atividade e gerar emprego e renda para as comunidades. “Essa ação foi demandada pelos comunitários da região do Acajatuba e faz parte da implementação do Plano de Gestão da Reserva de Desenvolvimento Sustentável do rio Negro”, informou.

A atividade envolveu uma equipe técnica da Sema e conta com a participação de sete comunidades da região do Acajatuba, representantes do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Secretaria de Meio Ambiente de Manacapuru e Associação, Colônia e Sindicato dos pescadores.

FOTO: DIVULGAÇÃO/SEMA