Sema reúne órgãos para definir estratégias de prevenção e combate a queimadas e incêndios florestais

Written by Imprensa SDS

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) reuniu, nesta quinta-feira (04/07), 19 organizações ambientais para discutir estratégias de prevenção e combate a incêndios florestais, controle de queimadas e monitoramento da qualidade do ar. No primeiro semestre, foram registrados 327 focos de calor em todo o Estado.

De acordo com a secretária executiva-adjunta da Sema, Christina Fischer, o encontro faz parte da agenda do Grupo de Trabalho (GT) de prevenção a queimadas, que atua durante todo o ano com ações práticas de combate e educação ambiental sobre o tema. “Esse assunto é de extrema relevância e estamos chegando nos meses em que mais são apresentados focos de calor no Estado, por isso é urgente ampliar o debate sobre queimadas”, destacou.

Durante a reunião foram firmadas parcerias e apresentadas às medidas de controle e logística para operações de combate aos desmatamentos e queimadas. As ações de comando e controle serão realizadas pelo Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), com apoio de instituições parceiras.

Participaram da reunião representantes do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), Batalhão de Incêndio Florestal e Meio Ambiente (Bifma), Ipaam, Federação da Agricultura e Pecuária do Amazonas (Faea), Subcomando de Ações de Defesa Civil (Subcomadec), Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Batalhão de Polícia Ambiental, Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Amazonas (CBMAM), Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema), Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Secretaria de Produção Rural do Amazonas (Sepror), Fundação Amazonas Sustentável (Fas), Defesa Civil e Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa).

Focos de calor no Amazonas – Dados da Sema apontam que, no primeiro semestre de 2019, foram registrados 327 focos de calor, principalmente nos municípios de São Gabriel da Cachoeira, Barcelos e Autazes. O número é inferior ao mesmo período em 2018, quando foram contabilizados 349 focos nos municípios de São Gabriel da Cachoeira, Manicoré e Autazes.

FOTOS: RICARDO OLIVEIRA/SEMA